25 outubro 2007

Falta de sono e as emoções

Segundo um estudo de cientistas da Escola Médica de Harvard e da Universidade da Califórnia, publicado na revista Current Biology, conseguiram provar neurologicamente por que motivo a falta de sono conduz a um comportamento emocional irracional, com reacções exageradas a experiências negativas.
A privação de sono "desliga" a região do lóbulo pré-frontal, que normalmente mantém as emoções sob controlo, provocando nos centros emocionais do cérebro uma reacção exagerada a experiências negativas, o que parece ser um fenómeno universal: a perda de sono conduz a um comportamento emocional irracional.
Já sabiam que a privação de sono prejudica um enorme conjunto de funções corporais, incluindo o sistema imunitário e de metabolismo e os processos cerebrais de aprendizagem e memória, no entanto, esta é a primeira vez que se prova o papel do sono no governo do estado emocional do nosso cérebro.

Dormir é diferente de "comer sono", atenção!?!?
Enviar um comentário